sexta-feira, 7 de maio de 2010

12 hrs. ininterruptas

Se alguém na rua me perguntar
“Você está feliz?”
Eu certamente direi que sim
mesmo quando nesse exato momento
existe uma vontade de chorar matada
no meio do meu peito
e também é como se dois suspiros adiante
um muro fosse erguido
com pedras tão maciças e antigas
de algo que eu me lembro de quando não vivi
algumas flores no cabelo
e um vestido muito diáfano
que me deixasse
corpo cá
e alma do outro lado

3 comentários:

Diz ela disse...

"corpo cá
e alma do outro lado"

sei bem.


gostei daqui.

j.vieira

r.m. disse...

gostei um bocado disso,

Maria disse...

é, tá lindo.

com jeito que você descreve dá pra sentir aqui.